Carrinho de compras
Seu carrinho está vazio

Atendimento

0

DESCONTO VIA PIX

3% OFF pagando à vista no Pix!

PARCELAMENTO

Parcele suas compras em até 12x.

ATENDIMENTO ONLINE

Esclareça suas dúvidas com nossa equipe.

FRETE GRÁTIS

Acima de R$300 na cidade do Rio. Opções de envio para todo Brasil.

COMPRE E RECEBA HOJE

Consulte áreas e horários.

Atualizando informações ...

Fio De Sutura Ácido Poliglicólico Violeta C3598H 36 Env Atramat

Ref: C3598H
Marca: ATRAMAT
1 DE 70CM COM AGULHA DE35MM 1/2 TRIANGULAR REVERSO CORTANTE

Não disponível

Enviar
Avise-me quando estiver disponível
Descrição Geral

Fio De Sutura Acido Poliglicolico Violeta C3598H 36 Env Atramat

Indicação:

A sutura cirúrgica absorvível PGA é indicado para aproximação de ligadura geral de tecidos moles, assim como para procedimentos oftálmicos, mas não está indicado para procedimentos cardiovasculares, neurológicos ou microcirurgias.

Contraindicações:

A sutura cirúrgica absorvível não devera ser utilizada na aproximação de tecidos que precisam de um período longo de para cicatrização, não está indicado para procedimentos cardiovasculares, neurológicos ou microcirurgias.

Reações adversas:

As reações adversas associadas com o uso da sutura cirúrgica absorvível PGA incluem: deiscência da ferida, suporte inadequada da ferida em regiões que se produz expansão, estiramento ou distensão ou em pacientes que experimentam uma cicatrização da ferida mais lenta, fibrose ou granulação do tecido, assim como a formação de seromas, irritação local transitória na região da ferida, reação inflamatória transitória ante corpos estranhos, formação de cálculos quando exista contato prolongado com soluções salinas (urinárias e biliares), a sutura cirúrgica absorvível PGA pode agravar uma infecção bacteriana existente.

Advertências:

Antes de utilizar a sutura cirúrgica absorvível PGA para o fechamento de feridas, o usuário deve conhecer a fundo dos procedimentos e técnicas, assim como as técnicas de fechamento aplicáveis a suturas absorvíveis, já que o risco de deiscência da ferida varia em função da zona de aplicação e do material de sutura utilizado. Para o manuseio de feridas infectadas ou contaminadas se deverá seguir técnicas cirúrgicas adequadas. O usuário deve ter em conta os fatores específicos de cada paciente em relação ao processo de cicatrização in vivo. O cirurgião deve considerar o uso de suturas complementares não absorvíveis ou a imobilização de articulações mediante um suporte externo para o fechamento de regiões que requeiram suporte adicional por exemplo: regiões submetidas a expansão, distensão. Ao utilizar a sutura cirúrgica absorvível PGA se deverá ter cuidado de não ocasionar dano ao material, não amassar ou deformar o fio de sutura ao utilizar porta agulhas ou instrumental cirúrgico.
Ao utilizar suturas absorvíveis em tecidos de baixa irrigação sanguínea, deverá se considerar que pode ocorrer um atraso na absorção da sutura.
A sutura deve-se aplicar na pele de forma subcuticular, se colocando o mais profundo possível a fim de minimizar eritema. Recomenda-se utilizar a técnica adequada de nó de acordo às circunstancias cirúrgicas e a experiência do cirurgião, recomenda-se realizar um nó quadrado com 2 ou 3 laçadas adicionais e deixar as pontas do nó a 2 ou 3 mm de comprimento.

Precauções:

O uso da sutura cirúrgica pode ser inapropriado em pacientes imunodeprimidos já que pode atrasar o processo de cicatrização da ferida.
Não reutilizar. As suturas cirúrgicas por ser um dispositivo médico implantável, apresentam-se estéreis para uso único. Em caso de que alguma parte da sutura não se utilize ao finalizar a cirurgia deve-se descartar. As suturas cirúrgicas absorvíveis estão disponíveis para um uso único na cirurgia. Por razões de assepsia não devem ser reutilizadas, porque poderiam violar as técnicas cirúrgicas e colocar em risco o paciente com uma possível infecção.
A sutura não devera se reesterilizar por nenhum método já que pode provocar uma alteração importante na estrutura química ou física e colocar em risco o paciente.
Não utilizar a sutura cirúrgica se a embalagem se encontrar a aberta ou danificada, pois a esterilidade do produto se perde.
Ao suturar, deve-se segurar na área posicionada entre o terço e a metade da distância entre o extremo da união com o fio e a ponta, evitando assim danificar a agulha cirúrgica. Ao ser segurada pela região de união com o fio poderia se romper o corpo da agulha ou a própria sutura na região de união com o fio. Quando se altera a configuração das agulhas pode-se provocar uma diminuição de sua resistência e se romper provocando uma cirurgia intensa ou adicionais ou bem fragmentos residuais de agulhas no paciente, por exemplo: desentortar as agulhas pode diminuir a sua resistência ou se romper.
Deve-se descartar sobra de material de sutura. As agulhas devem-se descartar em recipientes especiais para objetos perfurocortantes.

Diâmetro do fio: 1

Tamanho do Fio: 70cm

Tamanho da agulha: 35mm

Tipo de agulha: 1/2 triangular reverso cortante premium.

Subcuticular.

Marca: Atramat

Anvisa: 80160840032

Clique aqui para ver mais produtos Atramat.

Avaliações

Produtos visualizados

Carregando ...